Acupuntura

Você sabe o que é ACUPUNTURA?

Como funciona a Acupuntura Veterinária?

 

Acupuntura é uma medicina milenar da China que tem como principal objetivo a prevenção e a cura através do equilíbrio do corpo. A observação da natureza, do homem e do homem na natureza fez dessa medicina uma relação de integração com o meio.

A maioria das dúvidas quanto a esta medicina, são a respeito do que se pode ou não tratar. Em princípio todo animal doente é passível de tratamento pela Acupuntura, desde que o grau de degeneração do seu organismo não seja grande demais, o que também torna difícil qualquer outro tipo de tratamento. Mesmo associado a outras formas de tratamento, como medicamentos ocidentais, o equilíbrio do animal reduz os efeitos colaterais e reforça o efeito terapêutico. Em um caso cirúrgico, auxilia-se na preparação do animal para tal intervenção, acelera-se sua recuperação no pós-operatório, e até usa-se para anestesiá-lo.

Hoje, já se sabe que a Medicina Chinesa Veterinária atua sobre diversos aspectos da saúde física e mental. Ativando os poderes regenerativos do organismo como um todo, auxilia o próprio corpo a se curar, ou seja, uma autocura. Pode agir preventivamente, antes que desequilíbrios se transformem em doenças. Reforça as defesas orgânicas, protegendo das agressões externas. Sempre o animal é tratado como um todo indissolúvel. A Acupuntura Veterinária não trata de doenças, trata de pacientes, no mais amplo sentido preventivo e curativo.

Quando se agrega as medicinas, o maior beneficiado é o animal. Embora os efeitos da Acupuntura Veterinária, sejam às vezes surpreendentes, não devemos considerar como absoluta, “um remédio para todos os males”; todo tipo de tratamento tem suas limitações, pois a capacidade do organismo não é infinita. Contudo a acupuntura veterinária também pode e deve ser usada como método auxiliar da medicina ocidental em qualquer patologia.

A Acupuntura Veterinária busca equilibrar o organismo animal através da inserção de agulhas em pontos específicos da pele. Agulhas estas que podem variar de tamanho e espessura dependendo da espécie animal e localização do ponto; além das agulhas, a Acupuntura faz uso de outros materiais para estimulação de certos pontos como a moxa, ventosa, laser, eletroacupuntura, entre outros.

O mais importante nesta medicina milenar, é um correto diagnóstico específico da Medicina Chinesa; para tal é preciso uma profunda anamnese, um detalhado exame clínico (incluindo a inspeção da língua e palpação do pulso, fatos estes imprescindíveis para avaliação do animal internamente) e a solicitação de exames complementares, quando necessário. A avaliação completa do ponto de vista ocidental, também não pode ser dispensada, já que uma medicina complementa a outra. Uma vez o diagnóstico fechado, a escolha dos pontos, o método de estímulo, assim como, a quantidade de agulhas a serem usadas, varia de acordo com o profissional veterinário e podem ser modificadas a cada sessão.  O tempo de permanência das agulhas, em média, é de vinte minutos; podendo ser uma simples punção rápida do ponto, seguida de uma retirada imediata, até um tempo prolongado; pois este tempo, bem como a duração e frequência do tratamento depende do estado de equilíbrio do animal.

(Visited 156 times, 1 visits today)